pedro@pedrowerner.com.br    |   

Como manter a saúde dos olhos?

As pessoas costumam ir ao oftalmologista somente para saber o grau dos óculos, sem fazer um acompanhamento. Só recorrem ao médico quando pode ser tarde demais e já ter afetado a visão.

Por isso, entre os anos 90 e 2000, os casos cegueira no mundo aumentaram de 30,6 milhões para 36 milhões, sendo essa a consequência mais grave das enfermidades oculares. O número de deficiências visuais, de moderadas a severas, também aumentou: houve um significativo crescimento de 36%. Nesse contexto, a previsão agora é que, até 2050, esses índices tripliquem. Como podemos, então, evitar ser parte dessas estatísticas? 

Cuidar bem da saúde dos olhos tem muito a ver com estilo de vida e mudança de hábitos. Medidas preventivas, como a realização de exames periódicos também podem auxiliar na busca por uma visão mais saudável. Saiba mais:

Use óculos escuros. Faça chuva ou faça sol, não exponha sua vista diretamente ao sol, pois é certo de que irá machucar os olhos. 

Use colírios moderadamente e somente com receita médica. Incluindo os chamados adstringentes, colírios só devem ser feito com a supervisão de um profissional. As pessoas usam este item para limpar a vista sem achar que pode causar problemas sérios, como lesão na córnea e até glaucoma.

Não coce os olhos com as mãos sujas. Até mesmo se estiverem higienizadas, evite esfregá-los, pois nossas córneas são estruturas bastante sensíveis. Lesões na córnea podem acelerar o desenvolvimento de ceratocone, uma doença que provoca uma mudança negativa na curvatura da córnea. Já a conjuntivite acontece quando levamos a mão suja aos olhos. O mesmo vale para toalhas, já que elas também possuem potencial de contaminação. Prefira os lenços de papel;

Atividades físicas também fazem bem aos olhos. Exercite-se!

Modere o uso de computadores e smartphones, eles também prejudicam a visão. Podem causar problemas como vista cansada, por exemplo. Recomenda-se intervalos de uma hora para descansar os olhos, além de manter uma distância de, pelo menos, 50 cm dos monitores.

Faça um cardápio também pensando na saúde ocular. Siga uma alimentação rica em fontes de vitamina C (frutas cítricas), luteína (espinafre, milho, gema de ovo, etc) e ômega-3 (pescados).

Visite o oftalmologista anualmente, independente de perceber alguma alteração visual. Quanto mais cedo for feito um trabalho de prevenção, mais fácil será lidar com problemas que podem surgir ao longo da vida.

Fonte: Medical Site

21 de Novembro de 2019